P R A G A T E C N O

rede colaborativa em torno da cultura do dj e cibercultura, cultura livre

O que é um som amplificado (entrevista com Gustavo Nery)

entrevista a Claudio Manoel Duarte

O dj-técnico de som Gustavo Nery , de Fortaleza, aliado do grupo Undergroove, explica alguns elementos técnicos do som e dá dicas de como melhorar os resultados das apresentações dos djs e live acts.

O que é um som amplificado?
Um som amplificado na verdade, é nada mais do que um sinal qualquer que começou pequeno e ficou grande, ou seja, ganhou potência! Foi um ruído que conseguiu manter suas características primárias, ou desde a sua fonte inicial, em seguida passou para um determinado estágio de potencialização e foi direcionado e adequado ao funcionamento de um ou mais alto-falantes.
Para que serve um equalizador?
Um equalizador tem a função de dar mini-amplificadas ou atenuadas em várias freqüências, normalmente encontramos equalizadores paramétricos onde estes utilizam blocos de freqüências pré-estabelecidas que podemos dar ganhos neste bloco sem que interfira no restante ou tirar algum excesso. Outro tipo de Eq. Conhecido é o gráfico onde possui vários potenciômetros que por sua vez cada potenciômetro tem a função de exercer uma atenuação ou amplificação em uma freqüência especifica. O Eq. É uma ferramenta bem prática que pode nos ajudar amenizando deficiências de acústica no ambiente. Um Eq. Pra mim acima de tudo é uma ferramenta essencial na sonoridade e na musicalidade do nosso sistema sonoro, ele ajuda na assimilação das freq. Em sua maioria audível. É uma peça fundamental no refinamento sonoro onde podemos acrescentar ou tirar volume de algumas freq. que não nos agrade, é usado em estúdios, sound-system’s e até em televisores encontramos esta ferramenta.
Distorção sonora?
Distorção sonora é um ruído que chega aos nossos ouvidos que na maioria das vezes agrada e ñ agrada! Falo isso, pois quem curte techno sabe do que estou falando; existem músicas que certos produtores na hora de produzi-las coloca a distorção de propósito! Para que? Ñ sei… Talvez para que a música fique suja mesmo e assim ganhe uma personalidade que agradem afins. Falando de um DJ tocando a pessoa pode em um set provocar ou evitar. Um ex: vamos imaginar o cara tocando e empolgado com a música e toda aquela atmosfera que o cerca, é normal o cara se empolgar! Uma reação básica de alguns dj´s novatos ou com pouca manha pra coisa é como sempre aumentar o som! Pobrezinho dele, pois na cabeça dele ele pensa que o som tá bombando! Que nada ele ta fazendo uma cagada do tamanho de um bonde, que é a de SUJAR o som todo do P. A com o excesso de sinal mandado do mixer para o resto do sistema. O som ficou sujo, pois os outros periféricos que cuidam exclusivamente da parte de sinal estão interagindo com todo o excesso que vem do mixer, o compressor ou o limiter depois do dj é talvez o maior responsável pela distorção que chega aos ouvintes, o legal é o cara calibrar o limiter ou o comp de um jeito que ñ altere as características primárias da música, com isso estamos contribuindo para que a distorção sonora esteja de um modo que todos escutem aquilo que é para ser escutado: (música em alto e ótimo som).
Como o ambiente físico interfere como no resultado do som de PA?
O ambiente físico interfere na acústica na maioria das vezes em locais fechados, pois o som tende a ser refletido nas paredes, costumamos perceber que o local ñ tem uma boa acústica devido a nossa falta de compreensão das altas freqüências e médias freqüências, estas freqüências são refletidas e tendem como resultado final destas reflexões ñ agradarem os nossos ouvidos.O espaço ideal para mim é aquele que dá para que agente distribua as caixas de som de uma forma que por mais que o ambiente seja uma droga, eu encontre um jeito de amenizar estas reflexões que meio que criam um efeito de eco. Uma solução simples é talvez aumentar o número de caixas para que o Máximo de pessoas possível escute o som próximo às caixas. Um fato bem curioso ocorre quando temos num ambiente fechado onde encontramos uma reverberação muito grande, ao colocarmos pessoas dentro a reverberação diminui, pois as freqüências estão sendo absorvidas pelas pessoas que estão na pista, ou seja, o som ñ está sendo totalmente refletido, ele esta meio que parando na roupa das pessoas! E outro detalhe, se vc parar para escutar com muita atenção vai reparar que a temperatura do ambiente interage e muito no resultado final do que vamos escutar, ex: o ambiente é fechado e está com muitas pessoas e quente!! Repare como os agudos tendem a ficar mais claros e o gravezão tá batendo muito mais redondo do que quando ñ tinha ninguém.
O que gera o rumbling?
O rumbling (ruído de corrente alternada), é provocado por vários fatores um é a utilização de cabos de sinal ruim, ñ blindados ou com conectores com solda defeituosa, mas o fator principal de acontecer este problema é um detalhe que ás vezes tá na nossa cara e muita gente ñ vê, que é o muitas vezes falado e 99% ignorado o “Aterramento”. Gostaria de falar que em sonorização profissional existe dois tipos de aterramento e que são na minha opinião obrigatórios, um é o do sinal do sistema e outro é o da corrente elétrica(AC),ñ recomendo misturar estes dois aterramentos, na minha opinião acho isso uma falta muito grande de comprometimento com o sinal mandado para o PA e sem falar nos prejuízos que podem acontecer com toda a aparelhagem.Agora existe um tipo de ramming que desde quando comecei a ser dj sempre venho estudando ele e procurando entender melhor como ele acontece e como posso solucionar este problema, que basicamente é uma realimentação do sinal vindo dos toca discos onde este sinal interage muito com todo o ambiente, sem dúvida o ambiente onde esta instalada as mk´s vai influenciar se o ramming vai ser fácil ou difícil de ser controlado, geralmente o piso, a mesa, o case, ou seja, tudo que estiver perto das mk´s vai interagir vibrando e fazendo com que a agulha dos toca discos vibrem além do que é necessário; os sub-woofer´s por sua vez são os grandes vilões onde o sistema sonoro é grande. Por estes responderem geralmente de 25 hz a, digamos, 80, 91, 120,150 hz, estes blocos freqüências vão ser diretamente absorvidos por todo o corpo ou estrutura.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: